Vereador de Blumenau é flagrado dizendo que irá “meter pau na Seterb” após ser multado

Spread the love

O FATO ACONTECEU EM ABRIL MAIS O CASO VOLTOU À TONA NESTA QUINTA FEIRA 01/07

Uma abordagem da Guarda Municipal de Trânsito (GMT) ao vereador Emmanuel Tuca dos Santos (Novo) que ocorreu em abril viralizou nesta quinta-feira, 01/07. O motivo foi a reação do legislador ao ser multado.

Imagens  mostram que Tuca diz que irá se tornar um “inimigo da Seterb” caso o agente multe a esposa dele. O caso ocorreu em frente ao Biergarten, quando o vereador foi deixado na Câmara de Vereadores.

Ela recebeu duas multas, por transitar na faixa de ônibus e por parar em local proibido para. O vereador então tenta justificar as infrações e insiste que os filhos vão se atrasar para aula caso a situação não seja resolvida.

“Tá difícil trabalhar com vocês. Sinaleira tava fechando. Não cometeu crime nenhum”, alega Tuca. O agente tenta explicar que está cumprindo a legislação, mas o vereador é inflexível.

Após afirmar conhecer a lei e citar o nome de diversos integrantes da Secretaria de Trânsito e Transportes, Tuca eleva o tom. “Vou falar com o Almir Vieira [vereador] e vamos tocar o pau na Guarda”.

Vereador se pronuncia

Tuca pede desculpas ao guarda pelo ocorrido. “Ao rever o vídeo, entendo que reagi de forma equivocada e desabafei sobre assuntos laterais que não eram da alçada do servidor público em questão, que apenas fazia o seu trabalho”, diz.

“Ainda que injustificada a minha conduta, a irritação demonstrada no vídeo se deu unicamente por considerar injusta e desproporcional a ação por parte do agente de trânsito: aplicar a dupla-penalidade por uma transgressão única, que poderia ser resolvida com uma simples advertência verbal”, diz em nota.

Segundo Tuca, apesar do desabafo em um “momento de descontrole”, ele não tinha a intenção de retaliar o profissional ou a GMT. “Minha atuação na Câmara de Vereadores é alicerçada, e reconhecida, na justa e isonômica fiscalização de todos os órgãos do Poder Público, não se verificando qualquer revanchismo de minha parte”, informa.

TEXTO - O MUNICÍPIO BLUMENAU