Supremo Tribunal Federal mantém anulação das condenações de Lula na Lava Jato

Placar foi de 8 a 3

A maioria do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu pela anulação do recurso da Procuradoria-Geral da República (PGR) que tentava derrubar a decisão do ministro Edson Fachin. No início de março, ele anulou as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no âmbito da operação Lava Jato. Os votos foram retomados nesta quinta-feira, 15, após o STF definir na quarta que cabe ao plenário decidir sobre o caso. O placar fechou em 8 a 3 para manter a incompetência de Curitiba nas condenações do ex-presidente. Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Carmen Lúcia e Luís Roberto Barroso votaram pela rejeição do recurso, mantendo Lula elegível. Já Nunes Marque, Marco Aurélio Mello e o presidente da Corte, Luiz Fux, aceitaram o recurso da PGR.
A votação deve continuar na próxima quinta-feira, dia 22, para julgar a parcialidade do processo.

MUNICÍPIO DE BLUMENAU

Deixe uma resposta