Secretarias de Educação e Saúde divulgam novas medidas de atendimento a casos suspeitos de Covid-19

A partir de agora, crianças com apenas um sintoma não serão mais encaminhadas ao Centro de Triagem

Foram divulgadas pelas Secretarias de Educação e Saúde de Brusque novas orientações técnicas, diante de casos suspeitos e/ou confirmados de Covid-19 nos ambientes escolares do município. As novas regras seguem as definições estabelecidas na Portaria Conjunta SES/SED/DCSC nº 983/20, alterada pela Portaria nº 168/21, bem como os Planos de Contingência Municipais e Escolares, Manual de Orientações (vírus SARS-CoV-2) e Nota Informativa nº 002/2021 DIVE/SUVSES/SED/SC.

Em reunião na sexta-feira (12) com os gestores de escolas públicas municipais, públicas estaduais e particulares convocada pela secretária de Educação, Eliani Aparecida Busnardo Buemo, foi apresentado o novo fluxograma de atendimento de Saúde aos alunos.

Participaram do encontro, o médico infectologista, dr. Ricardo Alexandre Freitas, a diretora de Especialidades, Fernanda Wisintainer e o coordenador do Centro de Triagem para Sintomáticos Respiratórios, Álvaro de Carvalho.

A partir de agora, as crianças da Educação Infantil que apresentarem apenas um sintoma, somente a criança ficará afastada, pois conforme o Manual de Orientações, caso suspeito é síndrome gripal – indivíduo com quadro respiratório agudo, caracterizado por, pelo menos, dois dos seguintes sintomas: febre (mesmo que referida), calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou distúrbios gustativos.

Após o período de observação de apenas um sintoma isolado, se a criança não apresentar melhora, aí sim será encaminhada para o Centro de Triagem e fará exame. Se o resultado for positivo, o grupo de estudantes e servidores da turma será afastado por 14 dias a contar do último dia que o caso esteve na escola.

Já criança com dois ou mais sintomas, dois sintomas + contato com positivo para Covid-19, será encaminhada para o Centro de Triagem e deverão ser afastados a turma e servidores até a definição do caso (Negativo: todos retornam – Positivo: continuar em atividades não presenciais até esgotar os 14 dias).

Para o Ensino Fundamental, a recomendação é seguir o fluxograma de encaminhamento e afastar a pessoa que se encontra com quadro suspeito de Covid-19 das atividades presenciais.

“Nós já estamos há algum tempo alinhando com a Secretaria de Saúde, porque são esses profissionais que de fato tratam da saúde. A Secretaria de Educação faz todo o esforço para mitigar a ação do vírus no ambiente escolar. Na reunião, os profissionais de saúde trouxeram um fluxograma sobre o atendimento de agora em diante às crianças que apresentarem um sintoma, pois até agora um sintoma isolado, para nós, já era motivo de indicar para que a criança fosse levada ao Centro de Triagem”, explica a secretária Eliani.

De acordo com ela, a partir de agora as unidades básicas de saúde que tiverem médico irão atender as crianças que apresentarem um único sintoma e caso não tenha médico na unidade, os locais de referência são a Unidade Básica do Maluche e da Limeira.

“A família então vai receber um atestado de 72 horas, o que para nós já caracteriza todo o cuidado e prevenção que temos com o ambiente escolar. No final desse período, se o médico disser que a criança está apta para voltar às atividades presenciais, assim será feito”, detalha.

Conforme a secretária, até sexta-feira (9), foram registrados nove casos positivos para Covid-19 de alunos da rede municipal – em um universo de mais de 14 mil estudantes. “Isso nos dá a indicação de que todo o esforço tem dado resultado”, conclui Eliani.

SECOM BRUSQUE

Deixe uma resposta