Samae: caminhões pipa atuam para manter abastecimento após queda de cabeceira

Autarquia reitera que nenhuma localidade encontra-se desabastecida após incidente do feriado

Desde a queda da cabeceira da ponte João Libério Benvenutti, também conhecida como Ponte do Santos Dumont ou Ponte da Bilu, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Brusque tem atuado em várias frentes de trabalho para normalizar a situação do abastecimento de água tratada na cidade.

Além de reativar a adutora de 250 milímetros que se rompeu após o incidente, registrado na noite desta quarta-feira, 21 de abril, outra prioridade é garantir que a população residente no bairro Volta Grande e adjacências não sofra com desabastecimentos.

Para isso, a autarquia conta, desde a manhã desta sexta-feira, 23, com o auxílio de caminhões pipa que saem da Estação de Tratamento de Água (ETA) Central para abastecer os reservatórios da região.

Conforme o diretor-presidente do Samae Brusque, Luciano Camargo, a incidência de reclamações nas localidades tem se mantido baixa, após manobras realizadas pela companhia para garantir o abastecimento após o acidente na ponte.

“Estes caminhões estão trabalhando desde às 8h e devem ir até às 20h de hoje. Com isso, nós estamos conseguindo represar a água para ganhar um pouco de volume nos nossos reservatórios”, explica.

A conclusão dos serviços de restabelecimento da adutora que passa pela Ponte João Libério Benvenutti está prevista para o fim desta tarde.

SECOM BRUSQUE

Deixe uma resposta