Procrastinação e sua relação direta com o perfeccionismo.

Spread the love

Alguém sabe me dizer quando foi que o “perfeccionismo” passou a ser considerado algo positivo e até mesmo uma qualidade? Ou melhor, porque nos limitamos a perfeição, sendo que ela é um ideal que nem ao menos existe?

Enquanto aprendemos que o perfeccionismo é um sinônimo de organização ou de excelência, na verdade ele é uma máscara para a ansiedade, sabia disso? Eu explico: Quando seguimos a perfeição, jogamos contra nós mesmos, pois acabamos criando um padrão praticamente inalcançável que pode nos sabotar antes mesmo de darmos o primeiro passo. Também pode ser uma tentativa de não lidar com a nossa própria frustração por não conseguirmos ser os melhores 100% das vezes. Em resumo, ela nos paralisa e nos mantém em nossa zona de conforto e é aí que a procrastinação entra no jogo, pois se não podemos ser 100% perfeitos o tempo todo, é muito melhor esperar pelo momento propício, certo? Só que não!

Por isso, pare por um momento antes de achar que a sua procrastinação tem início na preguicinha e se pergunte se por trás dela não existe o medo de falhar.
Você se identifica?
Busque ajuda para entender mais a fundo sobre o assunto.

Carla Passos/Psicoterapeuta Holística e Numeróloga.
Atendimento on LINE
Presencial Clínica Pedra Flor
Rua Coronel Feddersen,26 Itoupava Seca.
Agendamentos
Instagram@carlapassosph
WhatsApp 98434-2046