Polícia de Itajaí investiga morte de esposa de pastor

Mariane desapareceu na quinta-feira e foi encontrada em um rio morta com as mãos amarradas no dia seguinte

A Polícia Civil de Itajaí, no litoral, tenta desvendar a morte de Mariane Kelly dos Santos, 35 anos, esposa de um pastor evangélico de Itajaí. Ela foi encontrada no início da tarde desta sexta-feira, 9, morta e com as mãos amarradas boiando no rio Itajaí-Açu cerca de 20 horas depois do desaparecimento.

Mariane havia sido vista pela última vez ao sair da cafeteria onde trabalha ao terminar o expediente. Ela entrou em um carro cinza. Para a polícia, o marido Joedison dos Santos, 40, o pastor Jota, afirmou que ela pegou um Uber depois do trabalho e sumiu. Mas a Polícia Militar conseguiu identificar o veículo, que pertence a uma vizinha do casal. A vizinha ainda não foi localizada.

O corpo de Mariane foi localizado por um pescador no bairro Volta Grande, em Navegantes, por volta das 14 horas de sexta-feira. A Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Itajaí investiga o caso. Joedison e Mariane eram casados há 20 anos.

FONTE – POLÍCIA CIVIL ITAJAÍ / MUNICÍPIO DE BLUMENAU

Deixe uma resposta