Parceria com Central de Libras torna atendimento mais acessível na Prefeitura

Spread the love

Consultas médicas e atendimentos de Assistência Social são alguns exemplos de serviços públicos que podem ser intermediados pelos intérpretes.

A Prefeitura de Blumenau vem trabalhando para ampliar a acessibilidade aos serviços públicos em todos os aspectos. Um exemplo disso é a parceria com a Central de Libras da Associação Blumenauense de Amigos dos Deficientes Auditivos (Abada), firmada pela Secretaria de Administração (Sedead).Com ela, cada vez que uma pessoa com deficiência auditiva acessa algum serviço municipal, um intérprete de Libras pode ser solicitado para intermediar o atendimento, por meio de vídeo chamadas. A central pode ser acionada, por exemplo, para facilitar a comunicação entre um profissional de saúde e um paciente durante uma consulta médica; ou um atendimento da Assistência Social; ou ainda algum serviço das Praças do Cidadão e do Empreendedor. Também pode ser solicitada por uma secretaria de escola ou CEI para intermediar o atendimento a alunos e suas famílias. No ESF Marco Francisco Barth, o serviço dos intérpretes de Libras foi utilizado com sucesso no atendimento a uma paciente com surdez profunda. “Essa ferramenta foi extremamente eficaz para realizarmos o atendimento a nossa paciente. Conseguimos nos fazer entender e a pessoa sai satisfeita com o atendimento”, observou a coordenadora da unidade, a enfermeira Simone Keila Pasa.A Central de Libras já prestou atendimentos também à Assistência Social e outras unidades de saúde do município. São três intérpretes disponíveis de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h. A central conta ainda com outros dois intérpretes envolvidos também com outros projetos da Abada e mais duas professoras de Libras.

Para utilizar o serviço, tanto o servidor municipal como o usuário do serviço, pode entrar em contato com a instituição. Os telefones são (47)9241-9719 ou (47)9292-6030.
Além da parceria com a Central de Libras, a Prefeitura de Blumenau já promoveu dois cursos para servidores municipais aprenderem a Língua Brasileira de Sinais e tem feito investimentos também na estrutura do prédio administrativo. O objetivo é de atender a diferentes públicos, como adaptação em banheiros e elevadores para o acesso ao paço. “Tornar os serviços públicos municipais cada vez mais acessíveis é uma preocupação dessa gestão. Por isso, temos investido em iniciativas como essa, que proporcionam autonomia e dignidade às pessoas com deficiência”, observa o secretário Anderson Rosa.

Assessora de Comunicação: Aline Franzoi Santos Fleith