Observatório Covid-19 Fiocruz alerta para rejuvenescimento da pandemia no Brasil.

Ao analisar as faixas etárias 30 a 39 anos, 40 a 49 anos e 50 a 59 anos, da Semana Epidemiológica de 7 a 13/3, observa-se um aumento de casos de, respectivamente, 565,08%, 626% e 525,93% – o que sugere um deslocamento da pandemia para os mais jovens.

Observatório Covid-19 Fiocruz alerta para rejuvenescimento da pandemia no Brasil.
Ao analisar as faixas etárias 30 a 39 anos, 40 a 49 anos e 50 a 59 anos, da Semana Epidemiológica de 7 a 13/3, observa-se um aumento de casos de, respectivamente, 565,08%, 626% e 525,93% – o que sugere um deslocamento da pandemia para os mais jovens.
Os pesquisadores ressaltam no último Boletim do Observatório que, desde o início da segunda onda, na Semana Epidemiológica de 8 a 14 de novembro de 2020, tem se observado um aumento de procura de pacientes jovens sintomáticos nos serviços de saúde. Este aumento foi maior que o verificado nas demais faixas etárias.
A investigação chama atenção para o deslocamento da incidência para faixas mais jovens e a manutenção da mortalidade concentrada em faixas mais velhas. Esta mudança ainda é inicial e contribui para o cenário crítico da ocupação dos leitos hospitalares. Por se tratar de população com menos comorbidades – e, portanto, com evolução mais lenta dos casos graves e fatais, frequentemente há uma permanência por maior tempo em internação em terapia intensiva.

FIO CRUZ –

Deixe uma resposta