MPSC instaura Inquérito Civil para apurar possível fura-fila da vacinação em Urussanga

Um Inquérito civil apura possíveis atos de improbidade administrativa que teriam sido cometidos por agentes políticos, servidores públicos e profissionais de saúde no Município de Urussanga com o objetivo de burlar o calendário de vacinação.

O Ministério Público de Santa Catariana (MPSC) investiga possíveis atos de improbidade administrativa que teriam sido cometidos por agentes políticos, servidores públicos e profissionais de saúde no Município de Urussanga. As apurações iniciaram em abril com a instauração de uma notícia de fato, que é um procedimento inicial de investigação com o objetivo de apurar suspeitas e levantar indícios de irregularidades na distribuição das doses de vacinas contra a covid-19. Após a análise das primeiras informações coletadas sobre os fatos, a 3ª Promotoria de Justiça instaurou um inquérito civil.
Segundo as informações, além de agentes políticos e servidores, principalmente profissionais da saúde estariam envolvidos nas fraudes que tinham como objetivo facilitar a vacinação de pessoas que não faziam parte do público alvo da vacinação contra a covid-19.Novos detalhes sobre a apuração dos fatos serão divulgados somente após a conclusão do inquérito civil.

Fonte – MPSC/CULTURA FM

Deixe uma resposta