Luciano Candemil lança música em homenagem à pintora Frida Kahlo

Spread the love

O percussionista, compositor, cantor e pesquisador em etnomusicologia se encantou com a história da artista ao assistir a um filme sobre a vida dela e após visitar a famosa Casa Azul, na Cidade do México, onde a pintora viveu grande parte da vida

O multiartista catarinense Luciano Candemil lança, nesta quinta-feira (20), em todas as plataformas digitais, o single “Soul Frida”, em homenagem à pintora Frida Kahlo (1907-1954). A música exalta a garra e a vontade de viver da artista, que teve uma trajetória marcada por uma série de dificuldades e, ao superá-las, consolidou-se como importante figura da arte mexicana. Candemil iniciou a composição da canção sob impacto do premiado filme “Frida” (2002), de Julie Taymor, que retrata história de sofrimento físico vivido pela pintora em virtude de doenças e um sério acidente, a transmutação desse martírio através da arte, a relação turbulenta com o também pintor Diego Rivera e a postura ousada e libertária que a mexicana sempre adotou, transpondo uma série de barreiras comportamentais, inclusive no campo sexual, impostas às mulheres na época – e, em boa medida, até hoje. Algum tempo depois, Candemil aprofundou os conhecimentos sobre a vida de Frida Kahlo quando viajou à Cidade do México para participar de um congresso de etnomusicologia na Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM). O músico passou uma semana de imersão em Coyoacán, bairro em que se encontra a famosa Casa Azul, onde a pintora viveu e que hoje sedia o Museu Frida Kahlo. “Eu andei por muitas ruas do bairro, fui a botecos, feiras, mercados, lugares que ela frequentava. Respirei aquela realidade e me encantei por toda a história dela”, comenta. A vivência, segundo Luciano, foi importante para a conclusão da composição que surgira inspirada pelo filme.
“Soul Frida” é o primeiro single de Luciano Candemil desde o seu EP “Mundos De Um Mundo Só” (2018). A música conta com a produção de Elieser de Jesus, que tem participação importante para imprimir uma linguagem bastante contemporânea à faixa. Além de produtor musical, Elieser é responsável pela gravação de praticamente toda a parte instrumental, feita através de sintetizadores. Como percussionista de ofício, Luciano Candemil adiciona organicidade à gravação, tocando congas, timbal e djembé. De acordo com o compositor, a força e a coragem de Frida Kahlo diante das tragédias que enfrentou é o que mais o inspira. “A garra, a resiliência e a vontade de viver dela me impressionam muito. Além disso, eu acho muito importante a forma como ela sempre valorizou a tradição e a cultura do seu povo, a sua herança ancestral”, salienta Candemil.

Ficha técnica:
Luciano Candemil: composição, voz principal, vozes e percussão;
Elieser de Jesus: produção musical, arranjo e teclados;
Marcelo Fruet: Masterização.