Ladrão liga para a Policia, diz estar cansado da vida no crime e quer se entregar.

Spread the love

A Polícia Militar de Blumenau recebeu uma ligação inusitada na manhã desta terça-feira (22). O homem do outro lado da linha informava que queria sair da vida de crime e desejava pagar pelos erros que cometeu. Uma viatura foi até o endereço que o ladrão indicou, na Rua Regente Feijó, no bairro Vila Nova, e efetuou a prisão.​A ligação um tanto incomum ocorreu por volta das 9h30 e foi recebida pela central através do telefone 190. A polícia constatou que há três Boletins de Ocorrência contra o rapaz de 21 anos por posse de drogas e roubo praticado na cidade. Por este último, inclusive, havia também um mandado de prisão em aberto. Ele foi levado direto ao Presídio Regional de Blumenau para cumprir a decisão da Justiça. No relatório da polícia, divulgado horas após o fato, os agentes contam que o homem “relatou que queria cumprir sua sentença, pois deseja mudar de vida, começando pela parte de se entregar”. Apesar da prisão, o homem já está solto. Logo após chegar ao presídio ele foi levado ao Fórum, onde recebeu um alvará de soltura por progressão de pena e vai cumprir a sentença em regime aberto. Fora do normal Comandante do 10º Batalhão de Polícia Militar de Blumenau, o tenente-coronel Cleber Pires tem 28 anos de carreira e conta que esse tipo de situação não é algo recorrente, mas não é totalmente fora do comum. Segundo ele, nem sempre o desejo de uma vida honesta está por trás da rendição. Eventualmente estas situações ocorrem quando o criminoso está sob ameaça de morte em razão de conflitos com outros criminosos.— Neste caso o mandato de prisão era por roubo, não estava sendo procurado de forma específica e não havia repercussão dos fatos. É mais raro, e nestas condições lembro-me de duas ou três situações ao longo da carreira. Normalmente é mais comum em situações envolvendo crimes de repercussão, ocasionais e passionais, no qual depois de procurar um advogado é orientado a se entregar para os esclarecimentos pertinentes — aponta.

TEXTO - Polícia Militar de Blumenau