Jovem vendedor de doces é tratado como bandido em Itajaí

Spread the love

Segundo pessoas que filmaram a cena, o ambulante estava vendendo doces para ajudar a sustentar a filha deficiente.

Na tarde desta segunda-feira (13), o calçadão da Hercílio Luz, no centro de Itajaí, foi palco de uma confusão generalizada envolvendo a guarda Municipal, um ambulante e a população que passava.

Segundo pessoas que filmaram a cena, um ambulante estava vendendo doces para ajudar a sustentar a filha deficiente. A GM  abordou e alegou que ele não poderia vender.

“Só que eles arrancaram o suporte de isopor com os alfajores da mão dele, quebraram tudo, enforcando o rapaz e o agredindo”, conta uma testemunha.

Varias pessoas ficaram revoltadas com a cena, começaram  a gritar que os guardas estavam cometendo abuso, que o rapaz estava trabalhando honestamente e que eles não precisavam fazer isso. “Eles chamaram reforço, começaram a chegar motos e carros com  sirenes ligadas. Um exagero”, opina.

Segundo informação, os guardas desceram com armas e também jogaram spray de pimenta no rosto da população que filmava a cena.

“Jogaram o jovem no chão, rasgaram a roupa, algemado jogaram dentro da viatura. E prender bandido, eles não prendem?! Quando tem assalto, eles não aparecem… Eles são despreparados; tinham que ser exonerados, investigados. Isso não é tipo de gente para estar na rua defendendo o povo”, criticou uma moradora.

A direção da GM informou que estava sabendo do caso, mas que a ocorrência ainda estava em andamento.

TEXTO – CAMBORIU NOTÍCIAS