Jornalista de Blumenau é intubado após quadro de Covid-19 se agravar

Spread the love

Fabrício foi internado poucos dias antes de Minozzo sair da UTI

O jornalista blumenauense Fabrício Wolff precisou ser intubado na noite desse domingo, 13, para continuar sua batalha contra a Covid-19. Aos 56 anos, ele chegou a publicar uma foto nas redes sociais na manhã de sexta-feira acalmando os amigos.

“Não se preocupem: está tudo bem. Daqui do meu leito de UTI, continuo na torcida para que nosso amigo Vilmar Minozzo, parceiro tricolor e ex-colega de trabalho por anos na TVL, melhore logo. Em breve nos encontraremos!”, ressaltou.

Facebook/Reprodução

O jornalista de 54 anos está internado há mais de 80 dias após contrair o coronavírus. Ele foi diagnosticado no início de março.

De acordo com a esposa, a situação de Fabrício é delicada. Após ser internado ele chegou a apresentar melhora, mas com a piora no quadro os médicos optaram por intubá-lo. O pedido da família é de orações para a recuperação completa dele.

Um gaúcho que impactou Blumenau

Natural de Porto Alegre, Fabrício chegou a Blumenau em 1983, aos 18 anos. De mudança com a família, ele já havia passado por Lages, onde o pai foi vereador e candidato a vice-prefeito. Seu primeiro emprego já foi na prefeitura, onde o pai era chefe de gabinete do prefeito Dalto dos Reis.

Vilarino Wolff, pai de Fabrício, faleceu em setembro de 2020. Tio Vila, como ficou conhecido em Blumenau, também era jornalista. Aos 81 anos, o radialista foi vítima de um câncer linfático.

Fabricio começou como assessor de imprensa e chegou ao cargo de diretor da equipe de comunicação, atuando nos governos Kleinübing e Bernardes. Na prefeitura, também já assessorou a Gerência de Assuntos da Juventude. Também já foi assessor da Câmara de Vereadores, onde foi chefe de jornalismo da TVL.

Além de jornalista, Fabrício era bacharel em Direito, professor universitário na área de informação, poeta e um importante produtor cultural e promotor de eventos para a cidade de Blumenau.

Seu auge foi em 1995, com o Skol Rock. O show da banda Mamonas Assassinas, que completou 25 anos em 2020, foi um feito dele e do irmão, Nico Wolff. Juntos do amigo Cláudio Peixer, eles também implantaram na cidade a Gincana de Blumenau.

POR Yasmim Eble.