HOMENAGEM – 𝐎 𝐒𝐀𝐔𝐃𝐎𝐒𝐎 “𝐃𝐎𝐔𝐓𝐎𝐑 𝐉𝐎Ã𝐎” 𝐕𝐈𝐕𝐄 𝐍𝐀 𝐌𝐄𝐌Ó𝐑𝐈𝐀 𝐃𝐄𝐒𝐓𝐀 𝐂𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄

Spread the love

Na noite de ontem, 06 de abril, foi iluminada a Nova Placa da Unidade Básica de Saúde da Família João Pedro Rodrigues Lobato (centro), conforme o DECRETO Nº 3.159, DE 26 DE JANEIRO DE 2021

Na noite de ontem, 06 de abril, foi iluminada a Nova Placa da Unidade Básica de Saúde da Família João Pedro Rodrigues Lobato (centro), conforme o DECRETO Nº 3.159, DE 26 DE JANEIRO DE 2021, reconhecendo o valoroso trabalho executado em nossa cidade. Durante a homenagem estiveram presentes os familiares, membros dos poderes executivo e legislativo, todos ressaltando as ações realizadas pelo “Doutor João” e, que a partir desta data ficará eternizada no Centro de nossa Cidade. A história do Dr. JOÃO PEDRO RODRIGUES LOBATO começa na cidade de Santana do Livramento, Rio Grande do Sul, em 29 de março de 1946. Filho de Francisco José Pinós Lobato e Eloá Rodrigues Lobato, foi o segundo de uma família de seis filhos. Passou sua infância em Santana do Livramento com sua família. Seu pai, na época, exercia o cargo de Promotor Público e sua mãe Professora. Em 1961 finaliza o 1° grau (ginásio) no Ginásio Santanense. Logo após, foi morar na cidade de Porto Alegre, onde cursou o ensino médio no Colégio Júlio de Castilho. Na sua formação acadêmica contemplou um desejo que sempre o acompanhou, de exercer a medicina. Então em 1967 inicia na conceituada Faculdade Católica de Porto Alegre. Em 1° de dezembro de 1973, conclui o curso de medicina, graduando-se médico.
No mesmo ano, no dia 8 de dezembro, chegou em RIO DOS CEDROS, a convite do médico e cunhado Dr. Telmo Nunes Bastos e, então, começou a trabalhar no hospital Dom Bosco e no Posto de Saúde da cidade. Logo após, iniciou a trabalhar na cidade de Timbó, nos postos de saúde e, em Rio dos Cedros, inaugurou a Clínica Médica Rio dos Cedros. Casou com Tania Mara Fornari Lobato com quem teve dois filhos, Eduardo e Fernando. E três netos: Vitor, Lucas e João Guilherme. Por suas mãos nasceram aproximadamente 8 mil crianças e, com muito orgulho, comentava que não perdeu nenhuma vida na hora do parto. Sentia-se honrado e orgulhoso de ter recebido o Título de Cidadão rio-cedrense, guardava a chave da cidade que, neste dia, recebeu com muito carinho. Atuou como médico em Rio dos Cedros e região por aproximadamente 47 anos.

Faleceu no dia 15/09/2020, às 12:50 horas, vítima de complicações relativas ao COVID19.

PREFEITURA DE RIO DOS CEDROS