Flamengo vence com gols de Arrascaeta e elimina Atlético-MG na Copa do Brasil

Spread the love

Um talento uruguaio decidiu mais um confronto eliminatório de uma das maiores rivalidades do futebol nacional. Nesta quarta-feira (13), com gols de Arrascaeta, sendo um em cada tempo, o Flamengo derrotou o Atlético-MG por 2 a 0, no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, no Maracanã, avançando à próxima fase.
O time carioca, assim, conseguiu reverter a vantagem do rival, pois o confronto de ida havia sido vencido pelo Galo por 2 a 1, com gols de Hulk, Ademir e Lázaro. Obteve, então, a classificação às quartas de final, eliminando o atual campeão e seguindo firme na briga pelo seu quarto título da Copa do Brasil.Se Arrascaeta foi o herói da classificação do Flamengo nesta quarta-feira, outro estrangeiro deixou o Maracanã como vilão: Junior Alonso. O paraguaio, afinal, errou ao cometer a falta que originou o segundo gol da partida. Depois, ainda foi expulso, dificultando a tentativa de reação do Atlético-MG.O Flamengo agora vai aguardar a definição do seu adversário, que será conhecido em sorteio, agendado para a próxima terça-feira (19). E ainda que faltem três confrontos de mata-mata para ficar com a taça, vai apostar na mística para voltar a ser campeão do torneio. Afinal, nas duas vezes anteriores em que Flamengo e Atlético-MG se encontraram na Copa do Brasil, o time ganhador da série se sagrou campeão. Foi assim em 2006, quando o clube carioca eliminou o mineiro nas quartas de final, e em 2014, quando o Galo superou o rival nas semifinais.
Esta foi a quarta vez que os times se enfrentaram na temporada, com o triunfo representando uma redenção para o Flamengo, pois antes dos duelos da Copa do Brasil, houve a decisão da Supercopa do Brasil, vencida pelo Atlético-MG nos pênaltis, após empate por 2 a 2, na Arena Pantanal. No Brasileirão, no Mineirão, o Galo também havia se dado melhor, por 2 a 0.A derrota no Maracanã, além de provocar a eliminação da Copa do Brasil, pôs fim a uma série invicta de nove jogos do Atlético-MG na temporada, com cinco triunfos e quatro empates. Já o Flamengo ganhou o quarto compromisso consecutivo como mandante, confirmando a sua força em casa.
Fora do campo, o confronto teve clima hostil. Na chegada ao estádio, o ônibus que transportava a delegação do Atlético-MG foi apedrejado, com uma das janelas ficando completamente destruída. Também houve invasão do Maracanã por torcedores que estavam sem ingressos. Dentro do estádio, a torcida do Flamengo fez bela festa, mas a fumaça que tomou conta do Maracanã adiou em 8 minutos o início do duelo, que foi acompanhado por 68.747 torcedores.
1º tempo: Flamengo sufoca e marca no fim com Arrascaeta

Para o confronto decisivo, os times contaram praticamente com a força máxima. Turco Mohamed promoveu o retorno de Jair, recuperado de fratura na mão esquerda, ao meio-campo do Atlético-MG, assim como apostou em Ademir no ataque, no lugar de Vargas, deixando Keno, livre de lesão sofrida no duelo de ida da série, no banco de reservas.
Já no lado do Flamengo, Dorival Júnior repetiu o time que há uma semana goleou o Tolima por 7 a 1, após poupar alguns titulares no domingo, diante do Corinthians. Fora de campo, o chileno Vidal, recém-contratado pelo clube, esteve presente ao Maracanã e saudou os torcedores do seu novo clube.

O reforço e os demais presentes ao Maracanã viram um início de jogo avassalador do Flamengo. Com o apoio da sua torcida, o time rubro-negro buscou pressionar o Atlético-MG, com jogadas pelas pontas, especialmente pelo lado direito do ataque. Finalizou duas vezes nos 5 minutos iniciais, com Pedro e Gabriel, ainda forçando Everson a fazer uma difícil defesa em jogada individual de Arrascaeta, aos 13.
E o Flamengo não diminuiu o ritmo. Roubando a bola rapidamente quando ela estava com o Atlético, manteve o volume de jogo, tendo chances para marcar com Arrascaeta, aos 31, em disparo por cima da meta, da entrada da área, e aos 38, em cabeceio de Pedro, defendido em dois tempos por Everson.O Atlético-MG parecia respirar no fim do primeiro tempo, a ponto de chegar com perigo aos 40 minutos, em cabeceio de Jair, após cobrança de escanteio. Mas já nos acréscimos, os dois mais perigosos jogadores do Flamengo na etapa inicial fizeram a diferença. Aos 46, Pedro avançou com liberdade após ganhar disputa com Allan e deu passe sob medida para Arrascaeta. O uruguaio tocou na saída de Everson: 1 a 0 Flamengo, colocando no placar a superioridade da equipe carioca, que finalizou 12 vezes contra apenas 3 do Galo na etapa inicial.
2º tempo: Com mais um gol de Arrascaeta, Flamengo avança sem sustos
O gol do Flamengo, que levava o confronto aos pênaltis, mudou a postura das equipes para a etapa final. O Atlético-MG buscou atacar mais, enfim tendo a posse de bola no campo ofensivo e sendo o responsável pela primeira finalização do segundo tempo, com Hulk, ainda que sem muito perigo. Mas como errava passes em excesso, não conseguia controlar o duelo.Já o Flamengo não apresentava a mesma intensidade da etapa inicial. E parecia esperar ou mesmo forçar os erros atleticanos para ameaçar, como aos 11, em cabeceio de Gabriel, após roubada de bola na intermediária. E foi em outro vacilo do Galo que o time rubro-negro marcou pela segunda vez. Dessa vez, Alonso perdeu a bola no campo de defesa e cometeu falta em Pedro. Aos 19 minutos, Everton Ribeiro cobrou falta, Pedro desviou e Arrascaeta, de peixinho, cabeceou. Everson tentou a defesa, mas não evitou mais um gol do uruguaio, confirmado após consulta ao VAR.
Para buscar uma reação, Turco Mohamed fez três alterações de uma vez no Atlético-MG, com as entradas de Otávio, Vargas e Keno. Foi uma tentativa de tornar o time mais ofensivo, mas era o Flamengo quem chegava com mais perigo, como em um contra-ataque aos 28 minutos, quando a finalização de Pedro parou em Everson.A situação do Atlético-MG ficou ainda mais complicada aos 33, quando Alonso recebeu o seu segundo cartão amarelo, sendo expulso após cometer falta em Pedro. Com um a mais em campo, o Flamengo gastou o tempo, valorizou a posse de bola e poderia ter marcado o terceiro gol aos 37, não fosse a difícil defesa de Everson em finalização de Marinho. O gol também quase saiu aos 40, em tentativa de Everton Ribeiro. Assim, sem maiores sustos, o time carioca assegurou a passagem de fase na Copa do Brasil.
Agenda

Após o confronto, os times voltam suas atenções para os compromissos do fim de semana pelo Campeonato Brasileiro No sábado (16), o Flamengo terá pela frente o Coritiba, no Mané Garrincha. Já no domingo (17), o Atlético vai visitar o Botafogo, no Nilton Santos.

FONTE : CNN

Deixe um comentário