Cirurgia Robótica do Hospital Santa Isabel, primeira de Santa Catarina, completa três anos

Spread the love

Instituição já realizou mais de 360 procedimentos e possui 35 cirurgiões certificados

Com mais de 360 procedimentos realizados, o Hospital Santa Isabel (HSI), de Blumenau, celebra três anos do Programa de Cirurgia Robótica em 22 de junho. A instituição se destaca por ser pioneira em Santa Catarina a oferecer a tecnologia robótica aos pacientes através de um programa já consolidado. Tendo sido a segunda instituição em cidade não-capital do Brasil a contar com essa tecnologia, segue ampliando o rol de especialidades e cirurgiões habilitados para operar o robô, Da Vinci Si, um dos mais modernos do mercado. O HSI conta com 35 cirurgiões robóticos certificados.
As especialidades atendidas pela Cirurgia Robótica no Hospital Santa Isabel são: urologia, cirurgia geral, cirurgia torácica, cirurgia oncológica, cirurgia de cabeça e pescoço, ginecologia e cirurgia digestiva. Dentre elas, citamos alguns procedimentos, como: prostatectomia, nefrectomia parcial ou total, cirurgia bariátrica, amigdalectomia, segmentectomia pulmonar, tratamento de hérnias de parede abdominal, tratamento de endometriose, retossigmoidectomia, refluxo gastroesofágico, entre outros procedimentos complexos. O Programa já atendeu pacientes do Vale do Itajaí e de regiões norte, oeste, sul catarinense e Grande Florianópolis.

O robô-cirurgião permite a realização de procedimentos com movimentos precisos e seguros mesmo nas menores cavidades do corpo humano, garantindo uma cirurgia menos invasiva e com recuperação mais rápida do paciente no pós-operatório. A cirurgia robótica teve início no Brasil em 2008 e, até hoje, já foram realizados mais de 40 mil procedimentos no país, segundo dados da H. Strattner, empresa que comercializa o equipamento.
O aparelho é conduzido por uma equipe de cirurgiões credenciados, bem como enfermeiros, anestesistas e instrumentadores cirúrgicos treinados e capacitados, agregando à técnica habitual a qualidade e segurança das imagens em alta definição que a câmera do robô disponibiliza. Os movimentos precisos dos “braços” do robô, fornecidos por meio das pinças robóticas, garantem incisões cirúrgicas menores, menos sangramento e maior precisão e segurança na cirurgia, o que resulta em menos tempo de internação e permite que o paciente retorne mais rapidamente às atividades.

Texto e fotos: Gabriel Silva/Comunicação HSI

Deixe um comentário