Brusque supera meta de vacinação da Covid 19 a grupos prioritários

Spread the love

Primeira dose da vacina já oportunizada aos grupos prioritários, na cidade, tem dados acima da média estabelecida pelo Governo Federal

Brusque está acima da média brasileira quando o assunto é a vacinação para a Covid 19 aos grupos prioritários já contemplados. Nos grupos prioritários onde as doses da vacina contra a covid 19 foram oportunizadas, até o momento, a meta vacinal de todos já foi alcançada. Quem comemora a boa notícia é a Diretora da Vigilância em Saúde de Brusque, Ariane Fischer.

Ela destaca, por exemplo, que para os trabalhadores da saúde, o índice atual é de 137% da cobertura vacinal da dose um. Os institucionalizados, que são aquelas pessoas que estão em asilos, os acamados, idosos e portadores de deficiência, estão 100% vacinados. “Os idosos acima de 90 anos, conseguimos vacinar 93%. Idosos de 75 a 79 anos, vacinamos 103%. Idosos de 70 a 74 anos, atingimos 101% da meta”, enumera.

Atualmente, a vacina está sendo ofertada ao grupo populacional de 65 a 69 anos e a diretora da Vigilância em Saúde ressalta que não “recebemos todas as doses para esse público ainda. Porém, já vacinamos 32% desse grupo, ainda nesta terça-feira (06), com a realização da vacinação noturna no formato drive-thru, teremos uma meta alcançada de aproximadamente 45% e até o final desta semana, com os idosos agendados e o drive-thru, passaremos de 80% dessa faixa etária deste grupo prioritário também já atendida”.

Para Ariane Fischer, “é com grande alegria que apresentamos essas informações positivas à comunidade brusquense, porque a meta da cobertura vacinal estabelecida pelo Ministério da Saúde é de 90% e aqui, conseguimos superar esse índice vacinal de todos os grupos prioritários que já buscaram a primeira dose do imunizante”. Segundo ela, a notícia merece comemoração, especialmente “pela consciência do cidadão da nossa cidade em buscar a sua imunização. E esperamos que, em breve, todos possamos estar livres desse vírus que vem causando tantas mortes e prejudicando a toda a população mundial há mais de um ano”, finaliza a diretora da Vigilância em Saúde.

SECOM BRUSQUE

Diretora da Vigilância em Saúde de Brusque, Ariane Fischer