BOLICHEIRO, NOVO MORADOR DE FLORIPA, COMPETE NA CAPITAL NACIONAL

De São Paulo para Floripa, de Floripa para competir em Brasília. É na capital do país que o Tri-medalhista pan-americano pela Seleção Brasileira de Boliche, Marcelo Suartz, quer garantir mais um carimbo no passaporte para o mundial de Boliche que acontece este ano no Kuait.

De São Paulo para Floripa, de Floripa para competir em Brasília. É na capital do país que o Tri-medalhista pan-americano pela Seleção Brasileira de Boliche, Marcelo Suartz, quer garantir mais um carimbo no passaporte para o mundial de Boliche que acontece este ano no Kuait.

Enquanto não chega o mundial, ele se dedica aos estaduais e nacionais. Por isso, entre os dias 30 de abril e 02 de maio, Marcelo compete com grandes nomes nacionais do Boliche na Taça Brasília 2021, evento homologado para o Ranking da Boliche Brasil e da Federação de Boliche do Distrito Federal – FBDF.

“Me preparei bem para esse torneio. Venho treinando os movimentos e técnicas, tenho cuidado do meu condicionamento físico também, com a prática do cross fit, além da preparação mental, concentração e foco para a alta performance. Confiante para esse Torneio. Esse é o segundo campeonato válido para o ranking nacional desse ano, o que melhora o meu posicionamento. E assim vou me preparando para o Mundial e também o Campeonato interamericano, ambos que acontecem no segundo semestre. Mas meu foco agora está em dar meu máximo nessa Taça Brasília”, explica Marcelo.

Marcelo Suartz é paulista, mora em Floripa há 3 meses, e carrega com ele a honra de ser o único brasileiro Tri-medalhista panamericano, título conquistado pela Seleção Brasileira de Boliche. O atleta é um dos nomes mais importantes do esporte no país, maior medalhista panamericano da história e top 5 no Mundial. Ele já ganhou várias medalhas em competições internacionais, a mais importante foi o “tão sonhado ouro”, medalha conquistada no Panamericano de 2015, em Toronto – Canadá.

Marcelo chega em Brasília com boas expectativas, depois de conquistar duas medalhas na Taça Santa Catarina de Boliche, realizada em fevereiro, na cidade de São José. Na competição em nas pistas catarinenses, Marcelo colocou em prática as novas táticas e estratégias de jogo que vem desenvolvendo para atingir suas metas: ser campeão Mundial em 2021 e campeão profissional nos EUA. Desafios grandes, porém, com tamanho proporcional à vontade e determinação que Marcelo tem demonstrado para conquistar esses títulos.

Fotos: Marcos Mesquita Jornalista
Daniele Lottermann

Deixe uma resposta