Blumenauense encontra cacos de vidro dentro do pão francês de cooperativa

Supermercado se posicionou afirmando que entrará em contato com ela para esclarecer o ocorrido

Uma blumenauense levou um susto após comprar alguns pães franceses na Cooper de Blumenau. Gabriella Panini Jaeger encontrou cacos de vidro no alimento adquirido no supermercado localizado na rua dos Caçadores, no bairro Velha, conhecida como Omino. O principal problema, é que o caso não ocorreu apenas uma vez. Na segunda-feira, 26, Gabriella e seu marido compraram os pães para comer com um cachorro quente. Porém, não tinham certeza se o vidro vinha do pãozinho.
“Chegando em casa eu comi dois pãezinhos e estava tudo certo. Mas meu marido encontrou dois pedaços de vidro relativamente grandes. Não tínhamos certeza se tinha vindo do pão ou da salsicha, então não queríamos reclamar”, relata. Entretanto, no fim de tarde desta terça-feira eles compraram mais pães no mesmo supermercado e o problema se repetiu. Nesta segunda vez, os cacos eram menores. “Dessa vez não tínhamos dúvidas. Ficamos até assustados”, conta a blumenauense. Cacos de vidro encontrados na terça-feira. Foto: Especial O Município Blumenau Eles logo ligaram para a Cooper, mas o gerente não estava no local. Um supervisor se comprometeu a verificar a situação e explicou que a massa do pão é comprada pronta. Ou seja, o supermercado apenas assa os pães. “Eles pediram pra gente devolver e eu ainda tinha o de segunda e terça, marquei até a data. Mas quando meu marido chegou lá o fornecedor tinha dito que não tinha nada de errado. Não aceitamos o ressarcimento, porque é o de menos. Estamos preocupados porque pode ter consequências graves caso alguém coma caco de vidro”, esclarece Gabriella.

Contraponto
Em nota, a assessoria de imprensa da cooperativa se comprometeu em entrar em contato com a cliente, que é cooperada, e esclarecer o que aconteceu. A empresa também reafirmou os procedimentos internos. Confira a posição da Cooper na íntegra:
A Cooper esclarece que, diante do fato apresentado pelo jornal, já identificou a cooperada e fará contato para esclarecer o ocorrido. Em tempo, a cooperativa prioriza os procedimentos internos e monitora todos os fornecedores, inclusive com acompanhamento profissional de uma nutricionista e engenheira de alimentos, visando atender plenamente seus cooperados e clientes.

Alice Kienen.MUNICÍPIO DE BLUMENAU

Deixe uma resposta