𝗕𝗮𝗻𝗰𝗼 𝗰𝗶𝘁𝗮𝗱𝗼 𝗲𝗺 𝗱𝗲𝗹𝗮𝗰̧𝗮̃𝗼 𝗽𝗿𝗲𝗺𝗶𝗮𝗱𝗮 𝗽𝗮𝗴𝗼𝘂 𝗽𝗲𝘀𝗾𝘂𝗶𝘀𝗮 𝗾𝘂𝗲 𝗮𝗽𝗼𝗻𝘁𝗮 𝘃𝗶𝘁𝗼́𝗿𝗶𝗮 𝗱𝗲 𝗟𝘂𝗹𝗮 𝗻𝗼 𝟭º 𝘁𝘂𝗿𝗻𝗼.

Spread the love

A primeira pesquisa eleitoral de 2022 para o cargo de presidente da República, publicada por diversos veículos de imprensa na última quarta-feira, 12, aponta um cenário amplamente favorável ao ex-presidente Lula. Com 45% das intenções de voto, quatro pontos a mais do que os concorrentes somados, o petista poderia vencer já em primeiro turno.Longe de ser novidade que pesquisas recentes indiquem um cenário pró-Lula, o que é questionável, porém, é quais seriam os responsáveis por financiar tais consultas.Com o início do ano eleitoral, passou a ser obrigatório que as pesquisas sejam registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e, entre as informações, conste quem paga pelos estudos.Por meio do cruzamento de dados divulgados nos sites do TSE, da Receita Federal e do Portal da Transparência, descobriu-se que o pagador da primeira pesquisa do ano é uma instituição bancária que já foi citada em uma delação premiada do doleiro Lúcio Funaro, realizada em 2017, enquanto ele estava preso por ter sido acusado de ser operador de propinas pagas ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha.A conexão entre o banco Brasil Plural e a pesquisa eleitoral que aponta a ampla liderança do petista pode ser comprovada a partir da ligação dos dados divulgados pelo TSE com as informações relativas à instituição financeira presentes tanto no site da Receita Federal quanto no Portal da Transparência da União.No registro da pesquisa divulgada nesta quarta, 13, cujo número de identificação é BR-00075/2022, realizada pela Quaest Pesquisas, Consultoria e Projetos, consta que o responsável pelo pagamento da consulta é uma instituição financeira cujo nome é Banco Genial S.A.

Com informações do Pleno News